• Adriano Moreira

Guia completo com 6 dicas para um ensaio de gestante perfeito.

Atualizado: 23 de Out de 2019

Já encontrou seu fotógrafo e marcou o ensaio? Ou está apenas pesquisando, curiosa para saber se precisa fazer muita coisa para ter um ótimo ensaio de gestante?


Seja qual for o motivo, eu criei esse guia para ajudar futuras mamães! Ele contém 6 dicas, baseadas em sites nacionais e internacionais além de sites de saúde, sobre o que fazer para tornar seu ensaio de gestante perfeito:


Vamos lá?



1. Quando fazer as fotos?


O ideal é que o ensaio seja realizado entre o 7º e o 8º mês (28ª a 34ª semana), já que queremos ver a barrigona, né.


A partir desse período a gestante geralmente começa a ter mais desconfortos e alguns movimentos simples ficam difíceis, como subir e descer escadas, sentar, levantar.


Porém, um lembrete: isso não é regra.


Existem casos em que esses desconfortos do final da gravidez não incomodam tanto as mamães e elas conseguem fazer o ensaio sem esforço. Cada caso é único.


Também é importante certificar-se de que não há complicações e nem o risco de parto prematuro. Por isso, é interessante ir conversando com o fotógrafo para que, juntos, vocês decidam a melhor data.


2. O local.


Mais do que escolher um local bonito, é interessante tentar encontrar uma locação que ajude a contar a história da gestante ou do casal.


Imagine: daqui a 20 anos, quando for mostrar o álbum para alguém você poderá contar a história dele, como o local onde aconteceu um primeiro beijo ou um pedido de casamento.


E esse local pode ser um parque, uma rua, um museu, edifício, algum cenário urbano, praia, fazenda.


Tem ainda a opção de fazer na residência da futura mamãe. Essa é uma escolha interessante e que pode render fotos mais espontâneas, além de ser um local seguro e que ajuda a contar a história da família.


Também tem a vantagem de não precisar se preocupar com escolhas de roupas para levar e, de quebra, ainda dá para registrar o quartinho do bebê.


3. Objetos para levar


Leve tudo aquilo que for significativo para você e para sua família! Pode ser o primeiro sapatinho ou um par especial, tricotado pela vovó.


Uma roupinha fofa, um brinquedo que tem sido passado por gerações, um item especial da decoração do quartinho do bebê, letrinha do nome,


a porta maternidade, uma fotografia de algum parente que está ausente, a ultrasom impressa, enfim, itens que sejam especiais e que mereçam ser lembrados.




Pode levar ainda objetos que que marcaram a vida do casal, como um violão, por exemplo. Ou outros objetos que mostrem a identidade, profissão ou os hobbies dos dois.


O Real objetivo do ensaio é eternizar toda a alegria que a chegada do bebê representa. Então, independente do estilo, não esqueça de levar tudo que é importante para você e sua família!



4. Roupas, maquiagem, cabelo e unhas.


É importante escolher roupas que te deixem mais à vontade e que mostrem sua personalidade, tomando cuidado para não chamarem tanta atenção.


Em relação a quantidade de figurinos, é aconselhado fazer 2 ou 3 trocas de roupa. A interrupção para trocar de roupa quebra o ritmo e o clima do ensaio.


Cores: Neutras (branco, cinza e preto) – são mais fáceis de harmonizar com qualquer ambiente; Claras – dão um ar etéreo ao ensaio.


Tipos de roupa: Tops e roupas que deixem a barriga à mostra – são interessantes para dar mais destaque à barriga.


Roupas coladas – ajudam a acentuar as curvas.


Acessórios – evite o uso de relógios e joias, se não tiverem algum valor sentimental.


Maquiagem: Deixe para se maquiar momentos antes do ensaio. A maquiagem é um item importante, mas lembre-se: sem exageros.

Unhas e Cabelo: é importante que o cabelo esteja escovado e, de preferência, com o penteado escolhido.


As unhas também. Em fotos de close do rosto ou da barriga, cabelos e unhas irão aparecer bastante.



5. Descanse para o ensaio


Para que se sinta disposta para o ensaio, que dura mais ou menos 1 hora e 30 minutos, é importante que chegue descansada.


Por isso, é recomendado que não abuse no dia anterior e tenha momentos mais tranquilos, além – é claro – de tentar dormir bem durante a noite.

6. A família pode ir?


Sim, claro! É importante envolver toda família, pois é um momento especial e que todos vão gostar de rever depois.


Então, está permitido: filhos para interagirem com o irmãozinho na barriga, avós, titios, padrinhos, ou quem for importante na vida do bebê.


Ah, não podemos esquecer dos animais de estimação!


Eles também são filhos e deixam as fotos ainda mais emocionantes e divertidas.





Gostou? Espero de coração que este post tenha lhe ajudado. Me chamo Adriano Moreira. Sou fotógrafo profissional aqui em Niterói -RJ e tenho paixão por contar histórias através de imagens.


Então, com essas dicas, caso você ainda não tenha escolhido um fotógrafo, que tal me deixar contar a história linda de você e seu pequenino(a)? Entre em contato para tirar qualquer dúvida, sem compromisso, apenas para obter informações, clicando aqui


Ou direto pelo WhatsApp (21) 98463-7683


E-mail: adrianosenamoreira@gmail.com




#maternidade #gestante #gestação #parto #fotografiadeparto #ensaiogestante #grávida #fotogestante #fotografiainfantil #ensaiogestanteniteroi






0 visualização

Adriano Moreira Fotografia Profissional      adrianosenamoreira@gmail.com      55 21 98463-7683      Niterói - Rio de Janeiro

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle